BATERIAS CARREGADAS DE BOA ENERGIA SÃO UM VEÍCULO PARA UM FUTURO MAIS SUSTENTÁVEL

Integrar mais energias renováveis como a hídrica, a eólica e a fotovoltaica de forma contínua, faça chuva ou faça sol.

Um futuro mais verde passa por integrar boa energia no sistema elétrico da Região Autónoma da Madeira (RAM). O programa de instalação de Centrais de Baterias é um passo decisivo nesse sentido.

Este é mais um projeto EEM INOV que nasce do compromisso de adotarmos soluções inovadoras para apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono em todos os sectores.

O programa de Centrais de Baterias visa complementar o sistema eletroprodutor da região com recurso a baterias. Esta ação vai permitir remover geradores térmicos que consomem combustíveis fósseis e integrar mais energias renováveis, como a hídrica, a eólica e a fotovoltaica, sempre, faça chuva ou faça sol.

A melhoria da eficiência do sistema eletroprodutor da região torna-o mais sustentável e reduz as emissões de CO2.

Cumprir com a estratégia de uma maior eficiência energética e de uso de boa energia é um objetivo central para a EEM.

O programa de construção de Centrais de Baterias visa colocar em funcionamento quatro unidades na RAM, duas unidades em Porto Santo e duas unidades na Madeira, estando já operacionais uma unidade no Porto Santo e uma unidade na Madeira.

Programa das centrais de baterias na região autónoma da Madeira.

Mais informações brevemente
Mais informações brevemente
  • Central Baterias
    Porto Santo 1
  • Central Baterias da Vitória
    Madeira
  • Central Baterias
    Porto Santo 2
  • Central Baterias
    Madeira 2

Investimento: primeiro sistema de baterias na ilha do Porto Santo - 4 milhões de euros


Data de inicio projeto: Outubro 2018


Data de entrada em exploração: Dezembro 2019


Capacidade: Potência total da Central de Baterias instalada 5,4 MVA / Quantidade de energia que pode ser armazenada 3,3 MWh.

Investimento: primeiro sistema de baterias na ilha da Madeira (Vitória) - 11 milhões de euros.


Data de inicio projeto: Março 2021.


Data de entrada em exploração: 2022.


Capacidade: Potência total da Central de Baterias instalada 23,7 MVA / Quantidade de energia que pode ser armazenada 16,4 MWh.

Investimento previsto: segundo sistema de baterias na ilha do Porto Santo - 10 milhões de euros.


Data de inicio projeto: Concurso já lançado no ano 2022.


Data de entrada em exploração: Previsão 2023.


Capacidade: Potência total da Central de Baterias instalada 6 MVA / Quantidade de energia que pode ser armazenada 12 MWh.

Investimento: segundo sistema de baterias na ilha da Madeira - 12 milhões de euros.


Data de inicio projeto: Previsão de concurso a ser lançado até ao final do ano 2022.


Data de entrada em exploração: Previsão 2024.


Capacidade: Potência total da Central de Baterias instalada 15 MVA / Quantidade de energia que pode ser armazenada 15 MWh

No seu conjunto este programa composto pelas 4 Centrais de Baterias situadas na RAM, enquadra-se na estratégia regional de maximização do aproveitamento de fontes de energia renovável, da melhoria da eficiência do sistema eletroprodutor e da redução das emissões de CO2, complementando o sistema eletroprodutor atual com o recurso a baterias de tecnologia de iões de lítio e eletrónica de potência avançada, capaz de contribuir com uma potência ativa e capacidade utilizável que permitirá a otimização dos ativos de geração próprios e a integração de mais energia “verde”, aumentando assim a quota de energias renováveis no mix de produção regional. Consultar mais detalhes na infografia.

Saiba mais aqui sobre os objetivos do programa das Centrais de Baterias na Região Autónoma da Madeira:

29,1 MVA, sendo 23,7 MVA na Ilha da Madeira e 5,4 MVA na Ilha do Porto Santo.

19,7 MWh, sendo 16,4 MWh na Ilha da Madeira e 3,3 MWh na Ilha do Porto Santo.

As Centrais de Baterias apoiam a transição para uma economia com baixas emissões de carbono, pois promovem a produção e distribuição de energia proveniente de fontes renováveis, o que melhora o processo de descarbonização do sistema de produção de eletricidade da RAM. Adicionalmente, a sua capacidade de resposta rápida às variações na rede elétrica, fazem com que estes sistemas sejam usados como reserva girante da rede, permitindo desligar, a tempo inteiro, pelo menos um grupo térmico, reduzindo assim ainda mais as emissões de gases poluentes para a atmosfera.

As centrais de baterias atuam tendo em conta soluções tecnológicas inovadoras, tirando partido das diversas funcionalidades e capacidades para armazenar energia e fornece-la ao sistema eletroprodutor que funciona de forma integrada com outros sistemas.

Sim, estas Centrais permitem a otimização dos ativos de geração próprios e a integração de mais energia verde, aumentando assim a quota de energias renováveis na mistura energética de produção regional. Este é um importante contributo para alcançar a meta dos 50% de eletricidade renovável nos próximos anos sem que isso afete a qualidade do serviço prestado.

As Centrais de Baterias proporcionam serviços de sistema à rede elétrica regional, através da resposta imediata de potência, permitindo reduzir o número mínimo de geradores térmicos, que asseguram os critérios mínimos de segurança de exploração da rede (reserva girante e resposta primária), reduzindo desta forma os custos de manutenção do parque térmico.

As Centrais de Baterias permitem, entre outras, realizar regulação de frequência, assim como armazenar energia com origem em fontes primárias, cuja energia é volátil e intermitente, como é o caso do vento e do sol, e, desta forma, contribuir para uma maior independência energética e uma maior flexibilidade e resiliência das redes elétricas isoladas do Porto Santo e da Madeira.

Saiba mais aqui sobre a Central de Baterias do Porto Santo, um sistema elétrico mais seguro e com maior capacidade de integração de energias mais verdes:

5,4 MVA.

3,3 MWh.

A autonomia energética equivalente, que é proporcionada por esta Central, permite abastecer 4097 clientes domésticos, durante 4 horas.

As centrais de baterias atuam tendo em conta soluções tecnológicas inovadoras, tirando partido das diversas funcionalidades e capacidades para armazenar energia e fornece-la ao sistema eletroprodutor que funciona de forma integrada com outros sistemas.

Substituição a tempo inteiro de um grupo térmico, garantindo a segurança do sistema elétrico, de forma semelhante ou superior, através do fornecimento de uma reserva de 4 MW.

Sim, esta Central de Baterias aumenta a capacidade de integração de energia eólica e fotovoltaica no sistema eletroprodutor da ilha, devido à capacidade de armazenamento destas energias e de gestão da carga da bateria.

A Central de Baterias do Porto Santo apoia a suavização da intermitência e volatilidade associada às fontes de energia renovável e variações de consumo, como resposta primária (instantânea) às mesmas, sendo a sua resposta ainda mais rápida do que a dos geradores térmicos.

Permite uma operação dos grupos térmicos com uma potência média superior, conferindo-lhes uma melhor eficiência energética e, como consequência, menores emissões de CO2.
No caso particular do Porto Santo, em que durante cerca de 50% do tempo a procura é inferior a 4 MW, é expectável que o sistema elétrico seja operado nesse tempo com apenas um grupo térmico, com a bateria e com as renováveis disponíveis. Como os serviços de sistema são fornecidos apenas pelo grupo térmico e pela bateria, em caso de falha de um deles, o outro terá́ de assegurar a continuidade do fornecimento, o que constitui um grande desafio, particularmente no caso de o sistema ficar apenas com a bateria, a qual deverá manter o sistema durante um período mínimo de 15 minutos, até colocar outro gerador térmico na rede.

No caso de o sistema ficar apenas com a bateria, esta deverá manter o sistema durante um período mínimo de 15 minutos, até colocar outro gerador térmico na rede.

Saiba mais aqui sobre a Central de Baterias localizada na Ilha da Madeira, uma resposta de potência imediata, uma solução que gera novos serviços:

23,7 MVA.

16,4 MWh.

Em termos gerais, a autonomia energética, que é proporcionada por esta Central, permite o abastecimento de 63 000 clientes domésticos, durante 1 hora.

● Redução do consumo de fuel e de emissões de C02, através da redução da produção de energia térmica;

● Contributo para o aumento do consumo generalizado de energia renovável na ilha, indo assim ao encontro da meta climática que visa alcançar 50% de energia renovável.

A Central de Baterias da ilha da Madeira vem permitir reduzir o número de geradores térmicos em funcionamento (dois grupos geradores), mantendo ou melhorando os critérios mínimos de segurança de exploração da rede. Por consequência da redução de geradores térmicos em funcionamento, permite também a redução dos custos de manutenção do parque térmico.